Susanne Stersi entrega todo seu carisma no Pontual Podcast

Créditos: DD Assessoria

O Pontual Podcast foi ao ar no domingo (30), com a participação da cantora e compositora Susanne Stersi. A artista carioca esteve em São Paulo por alguns dias e concedeu entrevistas sobre seu trabalho na música, seu novo EP “Ixquecee”, lançado em julho, e sua trajetória. O episódio já está disponível no Youtube e o EP em todas as plataformas digitais.

Em um papo cercado de risadas, assuntos pertinentes e muita simpatia, Wagner Teixeira, host do Pontual, abriu espaço para que Susanne falasse um pouco da sua trajetória, suas maiores influências e, claro, não perdeu a oportunidade de pedir uma palhinha de músicas. Ela também dividiu com o público que seu amor pela música é antigo e vem correndo nas veias através do talento de seu avô.

E, falando sobre sua infância, foi nesse período que o gosto pelo pagode começou a aflorar. Susanne revela que implorava desde criança para que sua mãe a levasse para o show do Belo. Que até os dias atuais permanece sendo uma grande influência no que ela produz, assim como Sorriso Maroto e, claro, Ludmilla. Sendo parte do “Movimento das Pagodeiras” ao lado de grandes amigas. A cantora reforça o lugar das mulheres no gênero e a importância da estrela nessa mudança.

Susanne iniciou sua carreira no pop mas migrou para o pagode

Susanne começou sua carreira musical no pop e migrou recentemente para o pagode. Justamente por acreditar que não havia tanto espaço no gênero para mulheres no início. Ela abriu o coração no podcast, assumiu que as coisas só começaram a dar certo na carreira quando apostou no que ama fazer. 

“De tudo o que eu já vivi, eu estou vivendo o melhor momento. Está sendo muito especial estar realizando coisas que quis a vida toda. Claro que eu almejo e tenho grandes projetos e quero realizar muitas coisas ainda, afinal, estou só começando”, revela Susanne no podcast.

No próximo dia 11 de agosto, Susanne apresenta o show de abertura da turnê “Ixquecee”, no Rio de Janeiro. Ela conta que pretende levar a apresentação para outros lugares do país. Na setlist, além das músicas do EP, terão pagodes e sambas dos anos 90 e 2000. Além de hits de cantoras como Iza, mas na versão pagode. 

Muito feliz com a oportunidade e com espaço para falar mais sobre a carreira e o que vem por aí após o lançamento de “Ixquecee”, a cantora diz: “Amei participar do podcast. Foi um bate-papo muito bacana e eu pude dividir com o público, que me acompanha ou que está me conhecendo agora, mais sobre minha trajetória, carreira e planos futuros. Wagner super simpático e conduziu a conversa super bem! Agradeço pela oportunidade e espero voltar em breve”.

Créditos de imagem: Créditos: DD Assessoria.


Descubra mais sobre Portal PLOP

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Compartilhe o artigo!
Shareable URL
Post anterior

‘Finais Violentos’ mostra como seria Romeu e Julieta em Xangai de 1920

Next Post

Surpresa e Gratidão: O Sucesso Além das “Baixas Expectativas” de Fernanda Hofmann

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o próximo

Descubra mais sobre Portal PLOP

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading