Notícias, música, entretenimento e muita cultura pop

Artista LGBTQ+ Victor John reflete sobre processos de luta e coragem em seu novo single ‘Aniquilamento

Imagem – divulgação

Trazendo diferentes processos da vida, como a culpa, o desejo de se sentir parte de algo e o processo de aceitação da própria orientação sexual,​ o cantor e compositor Victor John estreia seu novo single de trabalho. Intitulado “Aniquilamento“, este som é a primeira música de seu próximo EP, previsto para ser lançado ainda este ano, e representa um marco significativo na carreira do artista. A canção já está disponível em todas as plataformas digitais. 

A composição autoral aborda temas como culpa, busca por redenção e conflitos internos. Reflete sobre a sensação de estar aprisionado em um ciclo de autocondenação ao tentar esconder a própria identidade, sufocado pelas expectativas alheias. Além disso, revela um profundo desejo de pertencimento.

“Sinto que, hoje, me tornei uma voz corajosa, independente e autêntica que luta pelo que acredita. Para isso acontecer, foi necessário passar por um processo demorado e dolorido,” compartilha Victor.

Conhecido anteriormente por suas músicas mais alegres, Victor explica que este single marca um ponto de virada, trazendo à tona suas composições mais tristes e introspectivas. “Isso me deixa muito nervoso, porque mostra o meu lado vulnerável, as minhas dores e cicatrizes, algo que não estou tão acostumado ainda”, conta o artista. 

A canção também retrata a importância da coragem para ser quem realmente é. Nisso, ele conta o quanto colocou em questionamento sua sexualidade por pensar que algo poderia estar errado por nunca conseguir se encaixar em lugar nenhum. “’Pai, não me deixais cair em tentação’, esse trecho da música encapsula o sentimento que eu tive quando escrevi. Na minha cabeça, naquela época, ser fiel a quem sou significava me entregar ao pecado”. 

Victor John: liberdade e autoafirmação na música LGBTQIAP+”

Victor espera que sua música atue como um lembrete para todos de que nada e ninguém deve estar acima da sua verdadeira essência. “Acredito que minha mensagem como artista reflete profundamente essa ideia: como um artista LGBTQIAP+, desejo que meu trabalho promova a liberdade para sermos quem realmente somos, sem as amarras impostas pela sociedade ou por qualquer outra pessoa. O processo de autocompreensão e autoafirmação como membro da comunidade é, muitas vezes, longo e desafiador. Pode parecer clichê, mas tenho convicção de que a música e a arte, de maneira geral, têm o poder de registrar e até ressignificar memórias. Meu objetivo como artista é me tornar a figura que o pequeno Victor John, na infância, sonhava em ser”, reflete o cantor.

“Aniquilamento” é uma faixa que mistura Pop, R&B e toques de rock, com um destaque especial para o piano e a voz de Victor. Ele também cita influências de artistas como Beyoncé, Tinashe, Halsey e Daniel Caesar.

Videoclipe de “Aniquilamento”

O single “Aniquilamento” também conta com um videoclipe, gravado no Estúdio Solarium, no Centro de São Paulo. A direção criativa e o roteiro são assinados por Victor John, com a direção geral e edição de Pedro Campana e fotografia de Bruno Muniz. O visual do clipe busca ser uma extensão sensorial dos sentimentos retratados na música e estará disponível no YouTube.

“Foi o primeiro clipe que não construímos uma história de começo, meio e fim. Tínhamos o enredo, cenas específicas que gostaríamos que fossem gravadas e complementassem a narrativa, porém gostaríamos que tivesse ações orgânicas e sentidas de acordo com a música”, finaliza.


Descubra mais sobre Portal PLOP

Subscribe to get the latest posts sent to your email.

Compartilhe o artigo!
Post anterior

Coala Festival anuncia line-up completo de sexta-feira, com Adriana Calcanhotto, Arnaldo Antunes e mais

Next Post

Felix Jaehn e Sophie Ellis-Bextor lançam a dançante “Ready For Your Love”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o próximo

Descubra mais sobre Portal PLOP

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading