Notícias, música, entretenimento e muita cultura pop

Nina Fernandes reflete sobre acolhimento e liberdade em novo single: “Eu Posso Ser Quem Eu Quiser”

Foto – Reprodução – Instagram

A cantora e compositora Nina Fernandes lança nesta sexta-feira (16), o seu mais novo single, “Eu Posso Ser Quem Eu Quiser”, último da trilogia que também conta com as músicas “O Mesmo Dia” e “Feitiço”, já disponíveis. A nova faixa já pode ser ouvida em todas as plataformas digitais.

Produzida pelo vencedor do Grammy Latino Felipe Vassão (que já havia trabalhado com a cantora na faixa “O Mesmo Dia”), ao lado da própria Nina e de Pedro Serapicos, “Eu Posso Ser Quem Eu Quiser” foi escrita à partir de uma reflexão de Nina sobre acolhimento, sobre o que chamamos de “casa” (independente de onde, como ou de quem ela seja) e que, nas palavras da própria artista “é meu reduto seguro: seja longe ou perto da família; dentro ou fora – de mim mesma ou dessa casa –  que é de tijolo e de cimento, fica aqui ou em outra cidade, e que é tão verdadeira quanto simbólica na minha imaginação.” 

“Faz parte do processo de crescimento descobrir as coisas fazem a gente se sentir mais forte e segura, que pessoas, inclusive da família, te fazem bem ou mal: como e onde a gente se sente em casa”, reflete a artista. “Acredito nesse paradoxo. Nem sempre o espaço é garantia de liberdade. O mundo é imenso, mas também pode ser opressor. Por isso eu falo sobre ter mais liberdade fechada no meu quarto do que fora dele. Muitas vezes, quando estamos sozinhos é quando somos mais destemidos e nos permitimos voar. “

Para Nina, como a música nasceu de uma forma espontânea, fácil, “quase um desabafo, um fluxo de pensamentos” ela combina com situações improváveis e peças do acaso. Gravada no Bom Retiro, no estúdio 12 dólares, do multiinstrumentista Fabio Pinczowski, a canção se beneficiou o quanto pôde do espaço físico e do astral do lugar. “Muitas vezes, durante a gravação, não nos importávamos que alguns sons da cidade ou dos passarinhos da vizinhança vazassem e fossem captados pelo microfone. Muitos acasos foram deixados na versão final. Foi um processo fluido e espontâneo, muito especial.”

“Eu Posso Ser Quem Eu Quiser” completa a trilogia iniciada com “O Mesmo Dia” e seguida por “Feitiço”. Se não chegam a contar uma história linear, as três canções lançadas por Nina Fernandes ao longo dos últimos 4 meses, trafegam no mesmo universo musical e giram sobre temas complementares como solidão, amor e autoconhecimento. 

“Essas faixas são essencialmente sobre o momento que eu estou vivendo, de introspecção, de auto-avaliação e liberdade”, afirma Nina. “Depois do lançamento do meu disco ‘Amor é Fuga: Fuja’ (de 2021) eu tenho muito mais segurança sobre o que eu quero com as minhas músicas. Me sinto mais livre para fazer o que eu realmente gosto e para mergulhar de cabeça nesse olhar pra dentro de mim mesma. As três músicas falam um pouco sobre a sensação de nos sentirmos presas dentro dos nossos próprios sentimentos e buscam diferentes soluções para essa mesma dor. São três canções que partem do mesmo problema e chegam a diferentes conclusões”, finaliza a artista.

Créditos de imagem: Foto – Reprodução – Instagram.


Descubra mais sobre Portal PLOP

Subscribe to get the latest posts sent to your email.

Compartilhe o artigo!
Post anterior

Lelê Azevedo lança visualizer da sua nova música de trabalho “Hoje Tem”

Next Post

Space Animals lança “Ocean”, último single de “Travelling Bass”, EP de estreia do projeto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia o próximo

Descubra mais sobre Portal PLOP

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading